sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

PERSPECTIVAS SOBRE O CINEMA AMADOR DE FICÇÃO NO BRASIL: O CASO DAS BORDAS

Este trabalho, publicado na Revista Laika, escrito em parceria com Alfredo Suppia, discute o conceito de cinema amador de ficção (Shand 2013) a partir da perspectiva do cinema de bordas brasileiro (Lyra 2009). O objetivo desta discussão é pensar possibilidades diversas de mapeamento da produção audiovisual circulante fora dos circuitos de legitimação e recepção institucionalizados, de forma a contribuir para uma história mais abrangente e inclusiva do audiovisual nacional. Nesse sentido, o cinema de bordas, enquanto método de abordagem, será relacionado à história do cinema amador brasileiro (Foster 2010; Foster 2013) e às discussões sobre o cinema amador de ficção em nível mundial (Edmonds 2013; Craven 2013).

Leia aqui o trabalho
Leia aqui a edição complera sobre Cinema Amador

Nenhum comentário:

Postar um comentário